Anapar promove VII Seminário Regional em Santa Catarina

De: 20 de agosto de 2019 Notícias

Nos dias 16 e 17 de agosto a Anapar promoveu o VII Seminário Regional da Anapar em Florianópolis (SC) para debater de forma ampla a questão dos direitos dos trabalhadores, com foco no atual cenário político, na reforma da Previdência e na  Saúde Suplementar por autogestão.

No debate sobre a Previdência, o economista do Dieese de Santa Catarina, José Álvaro Cardoso, ressaltou que a PEC 6/2019 visa implementar inúmeros mecanismos para dificultar o acesso a aposentadoria. Segundo ele, a proposta ignora os direitos básicos e restringe o acesso à aposentadoria para milhões de brasileiros já que o trabalhador precisará contribuir por 40 anos para receber o benefício integral.

“A reforma da Previdência vai contra os trabalhadores. No fundo, o projeto pretende desmontar um sistema que, apesar das limitações, funciona e atende 100 milhões de brasileiros direta ou indiretamente. O grande objetivo é implementar uma previdência muito piorada. Ainda, quem conseguir vencer todos os percalços e se aposentar, será muito prejudicado no final”, explicou.

O professor da Universidade Federal de Santa Catarina, Samuel Pantoja Lima, falou sobre o papel da mídia e fez críticas quanto ao modelo que a imprensa adotou ao falar sobre a reforma da Previdência. Ele explicou que todos que tiveram um posicionamento contrário ao projeto de destruição da Previdência foram silenciados.

“Nós tivemos um não debate, o que demonstra que o papel que a mídia pode cumprir, quando ela de fato reafirma seu compromisso histórico com a defesa da democracia não aconteceu na reforma da Previdência e não vem acontecendo em diversas oportunidades. Nesse caso, a mídia começa a defender os interesses de banqueiros, investidores e financistas e não os interesses dos trabalhadores e da maioria da população brasileira”, ressaltou o economista.

SAÚDE SUPLEMENTAR POR AUTOGESTÃO


No segundo painel, o médico Albucacis de Castro Pereira destacou a importância dos planos de autogestão e resgatou o papel do SUS para a nossa sociedade. Para ele o SUS é, de longe, o nosso melhor e maior plano de saúde e os brasileiros foram levados a construir uma visão crítica, sem se dar conta que o desmonte desse sistema só favorece a mercantilização da saúde pelas grandes redes.

“É importante refletir sobre a amplitude de coberturas abarcadas pelo sistema, tais como os tratamentos de alto custo ou complexidade que só são cobertos por ele”, completou.

A Diretora de Saúde da Anapar, Francisca de Assis Araújo Silva, falou sobre o enfrentamento aos ataques aos usuários das operadoras de saúde de autogestão, a partir da edição das resoluções CGPAR nº 22 e 23 e da importância do SUS.

“Nós precisamos de um sistema de saúde único público e muito forte e precisamos defender também as operadoras de autogestão, garantindo a continuidade de uma boa assistência à nossa saúde e à de nossos familiares, assim como a de todos os trabalhadores. A Anapar traz a possibilidade de agregar na luta pela previdência, a defesa também dos pelos de saúde de autogestão”.

Participaram do Seminário o presidente e o vice-presidente da Anapar Antonio Braulio de Carvalho e Marcel Juviniano Barros, o Diretor Regional, Clênio José Braganholo, e demais membros da diretoria.

Scroll Up
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento está on-line. Preencha os dados abaixo e Fale Conosco!
👋 Olá, como posso ajudar?