Estadão destaca propostas da Anapar para reduzir impacto da crise na vida dos participantes de fundos de pensão

01 de Junho de 2020

Os fundos de pensão foram pegos no contrapé pelo coronavírus. Com patrimônio equivalente a 13% do PIB e pagamentos anuais de R$ 60 bilhões aos participantes, eles vinham reduzindo seus déficits, que, no agregado, passaram de R$ 76 milhões, em 2015, para R$ 26 milhões em 2019. Com a queda na Bolsa - o Ibovespa já recuou 26% no acumulado deste ano -, o sinal de alerta volta a acender no setor, diz matéria do jornal O Estado de S. Paulo, publicada hoje, que também destaca que o trabalho do GT da Anapar, que elabora propostas a serem discutidas no âmbito do governo, para proteger os participantes de fundos de pensão. Clique aqui e leia a matéria na íntegra

Whatsapp