Luciano Coutinho: “Sem um projeto de indução de investimentos autônomos, o Brasil vai entrar numa depressão da qual será difícil de sair”

10 de Junho de 2020

Em entrevista ao Canal Previdência, programa da Anapar na TV 247, nesta quarta-feira (10/06), o economista Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES, defendeu que o governo federal deve induzir investimentos autônomos para recuperação da economia. São investimentos em infra-estrutura, saúde, mobilidade urbana, entre outros, com apoio dos bancos públicos e reestabelecendo a capacidade de investimento do BNDES, em projetos de longo prazo – de 15 a 20 anos. Segundo ele, os fundos de pensão também podem estar entre os investidores com perfil de longo prazo, com a estruturação de fundos de infraestrutura que ofereçam taxas que garantam o passivo atuarial e que sejam marcados na curva, para gerar estabilidade aos gestores.

“Temo que esta equipe econômica insista na ideia fundamentalista de que se privatizar o investimento voltará e poderei iniciar um processo de contenção fiscal imediatamente. Esta é a receita da estagnação. Estamos falando em mover investimento novo e transferir propriedade não é garantia disso”, afirmou. Para ele, a probabilidade de que a saída da crise seja inviabilizada por uma política ideológica, um liberalismo extremado sem compreensão do mundo real, é alta. “E temos que propor uma solução para o país. Não podemos simplesmente nos limitar a uma briga política, à crítica, sem propor um caminho.”

Assista o programa na íntegra

 

https://youtu.be/SrXLpm_VMc8

Whatsapp