Boletim nº 576 – Previc acata demanda de trabalhadores e trabalhadoras da AES Tietê Energia

De: 23 de junho de 2016 Notícias

Participantes, assistidos e pensionistas não pagarão mais a contribuição extraordinária

Mais uma vitória para participantes, assistidos e pensionistas de fundos de pensão, fruto de articulação entre trabalhadores, sindicato e Anapar. A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) acatou demanda contra contribuição extraordinária referente a equacionamento do déficit do Plano BD do PSAP/Tietê.

Depois de rever posicionamento anterior, a Previc estabeleceu que a cobrança extraordinária iniciada no ano passado para sanar o problema do plano deverá ser encerrada a partir da folha de junho e o déficit será equacionado de acordo om a Resolução CNPC 22 de 2015.

Histórico – Em maio de 2015, os trabalhadores da AES Tietê foram surpreendidos com a informação de que, a partir daquele mês, seria cobrada dos participantes ativos, assistidos, pensionistas, coligados e autopatrocinados do Plano de Suplementação de Aposentadorias e Pensão (PSAP) uma contribuição extraordinária para equacionamento de déficit, prevista para os próximos 18 anos.

Diante do grande impacto, o sindicato e o representante dos trabalhadores no Comitê Gestor de Previdência da AES Tietê Energia se articularam e contaram com o apoio da Anapar. O Sinergia CUT contratou assessoria especializada para tratar do assunto e detalhar esta cobrança e sanar as dúvidas referente a cada participante do plano.

Boa notícia – “Trabalhamos duro de lá para cá. Foi um grande esforço em conjunto. Graças à direção do Stieec/Sinergia CUT que encabeçou um movimento em parceria com o comitente, graças também às intervenções do nosso dirigente Valdivino dos Anjos na Anapar (Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão), em conjunto com a empresa, houve atuações prudentes e eficientes junto à Previc”, afirmou representante dos trabalhadores no Comitê Gestor de Previdência da AES Tietê Energia, João Mauro Fidalgo.

Com isso, a Previc autorizou a Fundação Cesp a rever o equacionamento do plano em vigor e definir posições sobre o que fazer com as contribuições já efetuadas. Após essa decisão, espera-se que os descontos não mais sejam processados a partir da folha de junho.

*Com informações do Sinergia SP/CUT

Scroll Up
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento está on-line. Preencha os dados abaixo e Fale Conosco!
👋 Olá, como posso ajudar?